Os exercícios mais amigos do coração

Tudo o que mantém você mais ativa no dia a dia faz bem, mas conheça as atividades mais recomendadas pelos médicos – e por quê.

Manter uma rotina ativa e praticar exercícios sempre terão um impacto positivo para a saúde cardíaca. Afinal, quando alguém decide trocar a escada rolante pela convencional, deixar o carro na garagem e ir ao trabalho caminhando ou finalmente incluir a atividade física na rotina, passa automaticamente a adotar um estilo de vida que facilita a perda de peso, controla a frequência cardíaca, regula a pressão arterial, melhora o humor e equilibra os níveis de colesterol e glicemia no sangue. Ou seja, o coração só agradece e entra no seu ritmo.

É claro que outros hábitos saudáveis associados – como uma alimentação mais natural e equilibrada e o abandono de vícios como o tabagismo – fazem toda a diferença quando o assunto é fortalecer o amigo do peito e reduzir os riscos de doenças cardiovasculares. Mas especialistas garantem que somente a prática regular de exercícios já pode provocar mudanças invisíveis aos nossos olhos, mas muito importantes para o bom funcionamento do organismo.

Segundo a cardiologista Amanda Gonzales Rodrigues, da Unidade de Reabilitação Cardíaca e Fisiologia do Exercício do Incor e do Hospital Sírio-Libanês, exercitar o corpo é um hábito capaz de reduzir a inflamação e aumentar a dilatação das artérias, ajudando a diminuir o risco de formação de placas de gordura, por exemplo.

Para que essa prevenção ocorra, no entanto, os exercícios devem ser praticados de forma regular e com intensidade moderada. Confira os mais amigos do seu coração.

Natação
Sem impacto, não afeta as articulações, relaxa os músculos e alivia a tensão muscular. Utiliza a maior parte dos músculos do corpo. Melhora a postura, a capacidade respiratória e a circulação, facilitando o transporte de nutrientes e oxigênio para células, músculos e órgãos. Frequência: 150 minutos/semana (ou 30 minutos 5 vezes na semana).

Caminhada/Corrida
Previne hipertensão e ajuda a controlar o colesterol, a glicemia do sangue e a perder peso. Melhora a circulação sanguínea, diminuindo o inchaço nas pernas e tornozelos. Colabora para corrigir a postura e controla a ansiedade e o estresse. Frequência: 150 minutos/semana (ou 30 minutos 5 vezes na semana).

Ciclismo
Ajuda a emagrecer e a controlar a glicemia, melhora a qualidade do sono e reduz o estresse. Frequência: 150 minutos/semana (ou 30 minutos 5 vezes na semana). Para quem tem maior preparo físico, menos tempo para exercitar-se e deseja uma intensidade mais vigorosa, a recomendação é uma frequência de 75 minutos/semana (ou 15 minutos 5 vezes na semana).

Musculação
Ajuda na perda de calorias, tonifica os músculos, melhora a resistência muscular e a postura corporal. Auxilia na prevenção da osteoporose. Frequência: 2 a 3 vezes/semana, associada aos exercícios aeróbios.

Hidroterapia
Melhora o sistema cardiorrespiratório, reduz estresse e ansiedade, fortalece os músculos. Melhora o equilíbrio e a coordenação motora. Alivia dores musculares e articulares. Frequência: 2 vezes ou mais/semana.

2018-08-15T17:50:42+00:00